Bem vindo ao site pauloferreira.pt. Esta página e todos os seus conteúdos são propriedade de Paulo Ferreira. Encontrará temas relacionados com a sua actividade profissional, nomeadamente a informática, o AutoCAD, o Revit, o Civil 3D ou o 3ds max, a fotografia e o timelapse.

Revit Family Templates

Escrito por Paulo Ferreira. Publicado em Revit

Gostaria de deixar aqui alguns conceitos relacionados com a minha experiência de criação de templates no AutoCAD e mais recentemente das familias no Revit, optando pelo uso de templates. Primeiro que tudo há necessidade de nos apercebermos que quando as tarefas se tornam repetitivas, devemos parar para pensar e adoptar procedimentos que minimizem os custos de produção de determinado modelo 3D. Por exemplo, quando criamos as portas ou as janelas, em todos eles há necessidade de definição de elementos comuns, como sejam alguns parâmetros, materiais, etc. Um template por definição, é um documento (ou ficheiro) que é utilizado como modelo na construção de um elemento de determinado tipo. Como tal, deve conter todas as configurações e as definições que assumam este carácter repetitivo.

Quando alguns processos são executados em todas as familias que construimos, devemos optar por criar um template, e aplicá-lo a familias seguintes. O Revit não permite que se construam templates de familia a partir do "ponto zero", ou seja, podemos contornar esta impossibilidade usando como ponto de partida um template que seja compatível com o nosso objecto. Por exemplo, se formos criar um nova porta, devemos usar o template "Metric Door.rft". De seguida modelam-se os elementos repetitivos, desenham-se os "Elevation e Plan Swings" (bem como restantes elementos de anotação). Quando estiver terminada a definição dos elementos, podemos gravar a familia para utilização posterior, alterando manualmente a extensão do respectivo ficheiro, passando-a de *.rfa (revit family) para *.rft (revit family template). Este processo é possivel pois ambos os formatos de ficheiro guardam exactamente o mesmo tipo de informação.

Desta forma o utilizador pode garantir que deste modo os elementos criados obedecem aos mesmos standards, sejam eles denominação de parâmetros, como de todas as configurações que efectue nos ficheiros de familia e que pdoem definir materias, estilos de linha, de trama, nested families, etc.