Etiqueta: Aotearoa

Dois filmes nomeados no 12º ART&TUR

Filmes nomeados no ART&TURA equipa de jurados do 12º Festival Internacional de Cinema de Turismo ART&TUR, edição de 2019, decidiu nomear este ano, dois filmes realizados por Paulo Ferreira. Dois lugares diametralmente opostos (Antípodas) estão assim a concorrer neste conceituado festival.
São eles, AOTEAROA – We Are All Made Of Stars e Parque das Serras do Porto.
No próximo dia 25 de Outubro, saberemos se foram ou não premiados. Até lá, o facto de serem os dois nomeados, já é um prémio para o autor dos filmes.
Todo o trabalho e empenho pessoal é pois reconhecido e isso faz com que Paulo Ferreira acredite que está no caminho certo, numa tentativa de consciencializar as pessoas para a problemática ambiental. Tentando salvar o que ainda resta, não deixando que o abismo seja a única alternativa, procurando um ponto de retorno, de inversão. Só assim poderemos um dia salvar-nos a nós próprios, Humanidade.
Mais informação em: Festival Internacional de Cinema de Turismo ART&TUR

Santiago Indie Film Awards

Aotearoa – We Are All Made Of Stars, faz parte da selecção oficial de filmes que foram admitidos ao festival internacional de cinema independente, “Santiago Independent Film Awards”. O documentário curto, está nomeado para prémio na categoria “BEST DOCUMENTARY SHORT”.

Trata-se de um festival que se realiza em Santiago do Chile e que aceita apenas, filmes realizados de forma independente.

É com um enorme orgulho que recebemos esta informação e decidimos dar a conhecer esta notícia, pois ela é só por si, sinónimo de reconhecimento internacional e prestigia a dedicação e o trabalho independente, que Paulo Ferreira tem vindo a realizar ao longo dos últimos anos.

Paulo Ferreira dá-nos a conhecer os lugares maravilhosos que ainda existem na nossa única casa, a Terra e que tendencialmente continuamos a destruir.

A informação sobre a selecção oficial pode ser consultada em:

Santiago Independent Film Awards

 

Oniros Film Awards – Best Of The Year

Foi com uma surpresa enorme que Paulo Ferreira recebeu a informação de que o seu último filme havia sido selecionado no festival internacional de cinema ONIROS. “Aotearoa – We Are All Made Of Stars”, o documentário curto que realizou na Nova Zelândia, foi selecionado para o prémio “Best Of The Year” pelo festival Oniros Film Awards, em Itália. É caso para dizer: Dream Big, Always!
 
Os filmes selecionados podem ser consultados aqui: Oniros 2019
 
Divulgamos uma parte do texto do email que foi recebido por Paulo Ferreira:
[…]Dear Paulo,
It’s our immense pleasure to announce you that your movie has entered the Annual Finals, and you could be awarded as one of the Best Filmmakers of the Year! You should be very proud of this achievement, as your film has been selected for the Best of Year Competition from among hundreds of movies! The Winners of the Best of Year Competition will be revealed during the Gala Night with Award Ceremony that will take place at the Palais Theater in Saint-Vincent, Italy, on August 24th 2019.[…]
 
Nota:
Este é um dos festivais que inserem os filmes no IMDb.

Aotearoa – Premiado no festival de cinema de Sesimbra

Aotearoa – We Are All Made Of Stars tem vindo a ser premiado na grande maioria dos festivais internacionais de cinema, aos quais é submetido. O documentário curto, que aborda a necessidade urgente de preservarmos a nossa única casa, a Terra, procura consciencializar as pessoas para esta problemática tão atual e imperativa. É urgente tomar medidas. A natureza sabe o que faz. Um dia teremos de enfrentar a sua ira, caso não tomemos medidas que revertam este caminho das alterações climáticas.

Desta vez, o documentário foi premiado no Finisterra – Arrábida Film Art & Tourism Festival, um evento que decorreu em Sesimbra – Portugal, no passado dia 30 de maio de 2019. Normalmente traz ao nosso país, realizadores de todos os cantos do mundo, na procura de verem os seus filmes reconhecidos, naquele que é um festival de referência em Portugal e lá fora. Aotearoa, um documentário realizado na Nova Zelândia,  obteve o primeiro lugar na categoria “Travel” e pode ser visualizado em: Aotearoa – Youtube

Prémio de cinema em Riga

Aotearoa – We Are All Made Of Stars foi premiado recentemente no festival internacional de cinema “Tour Film Riga”. Selecionado para melhor documentário curto sobre ecologia, acabou por obter o terceiro lugar nessa categoria. Mais informação pode ser consultada em: http://www.tourfilmriga.lv/tourfilm/aotearoa

[…]12th INTERNATIONAL TOURISM FILM FESTIVAL “TOURFILM RIGA 2019”
The International Tourism Film Festival Tourfilm Riga is the member of the International Committee of the Tourism Film Festivals (CIFFT ) since 2009. The Festival “Tourfilm Riga” is organized by the Riga City Council already for the 12th time. At the 12th International Tourism Film festival “Tourfilm Riga 2019” the professional international jury judged previously selected entries – 173 films. […]

Aotearoa – Melhor Documentário Curto No Terres Festival

Diploma - Terres Festival
Diploma – Terres Festival

Aotearoa – We Are All Made Of Stars foi considerado o melhor documentário curto no festival Terres Festival, que decorreu em Tortosa – Espanha. O planeta Terra atravessa atualmente um período de alterações climáticas, que muitos acreditam ser devidas à intervenção do Homem. É por isso o momento de chamar a atenção para este facto, de forma a consciencializar as pessoas para o problema que a Humanidade enfrenta. Trata-se do  maior desafio alguma vez colocado à nossa existência. Ver este filme premiado um pouco por todo o mundo é sinónimo de que o Paulo Ferreira está no caminho certo, acompanhado por diversas empresas que patrocinam este seu projeto de vida. Mais informação relativa ao prémio poderá ser encontrada aqui, no site do Terres Festival 

“Aotearoa” na seleção oficial do Viva Film Festival

Viva Film Festival
Viva Film Festival

De regresso à terra natal, após duas semanas de viagem na Islândia – onde rodou o seu próximo documentário –, Paulo Ferreira viu o filme “Aotearoa – We Are All Made Of Stars” nomeado para o melhor filme da quinta edição do Viva Film Festival, na categoria Ecologia.
O Viva Film Festival, sedeado em Sarajevo (Bósnia-Herzegovina), realiza-se anualmente e destaca filmes em torno de temas religiosos, ecológicos, turísticos e relacionados com a juventude. Para a edição deste ano, foram submetidos a concurso 1768 filmes, provenientes de 107 países.
O festival foi criado por uma equipa internacional de profissionais do cinema, ambientalistas, diplomatas, líderes religiosos e académicos que inclui o ex-vice-presidente dos Estados Unidos da América, Al Gore.
“Aotearoa – We Are All Made Of Stars”, divulgado publicamente no último Dia Mundial da Terra, é um documentário curto realizado na Nova Zelândia e pretende ser um filme que consciencialize as pessoas para a temática do ambiente. Nomeadamente para a conservação dos recursos fundamentais à vida. Os maori acreditavam que as “glowworms” (uma espécie de larva florescente) zelava pela preservação da água que circulava no interior das cavernas e isso está bem patente no filme. Acreditavam que estes seres eram os espíritos dos seus antepassados. Eram as estrelas lá no céu. “We Are All Made Of Stars”. “Aotearoa” tem argumento de Cristina Alves e voz de Cristina Alves e Conrad Harvey.

Mais informação em: Viva Film Festival

Paulo Ferreira estreia novo documentário e lança-se à Islândia

Entrevista ao JN:
O novo filme, “Aotearoa – We Are All Made Of Stars”, sobre as larvas “glowworms”, aborda a problemática ambiental na perspectiva do povo Maori e estará disponível no site do autor, onde é lançado.
Já a viagem de 15 dias à volta da Islândia poderá ser acompanhada diariamente no site do JN, através de vídeos enviados por Paulo Ferreira.
A entrevista na página do Jornal de Notícias pode ser visualizada em:
https://www.jn.pt/artes/videos/interior/paulo-ferreira-estreia-novo-documentario-e-lanca-se-a-islandia-10814495.html

 

Aotearoa – novo prémio internacional

O documentário curto, “Aotearoa – We Are All Made Of Stars”, recebeu ontem a distinção de “Melhor Documentário Curto” no Hollywood International Moving Pictures Film Festival. Trata-se de um conceituado festival independente em Los Angeles. Este trabalho produzido na Nova Zelândia no ano de 2018 é visto como um filme que vai muito mais além do documentário em si mesmo. Tem recebido elogios de muitos dos membros dos júris. Fazem questão de enviar notas de consideração, depois de terminadas as cerimónias de entrega de prémios.

É dito que este filme é uma inspiração e incute na consciência das pessoas, de que é urgente cuidar da nossa casa. Nós não somos exteriores à natureza. Nós somos parte dela. A natureza não nos rodeia. Nós somos natureza! As pessoas são natureza.

A poucos dias de celebrarmos o Dia Mundial da Terra, é muito bom receber este prémio.