Terceiro “Óscar” do documentário independente

Depois de “Nordlys” e de “Patagónia”, “Aotearoa – We Are All Made Of Stars” foi também distinguido com um “Óscar dos documentários independentes” pelo conceituado festival “Hollywood International Independent Documentary Awards” em Los Angeles . O “prémio de excelência” atribuído ao mais recente documentário de Paulo Ferreira, faz com que o fotógrafo português arrecade, pelo terceiro ano consecutivo, um troféu que é referência mundial nos diversos festivais internacionais de cinema independente.

Este terceiro “Óscar” do documentário independente de Paulo Ferreira, que será entregue a 23 de Março em Los Angeles nos famosos Raleigh Studios na Hollywood Blvd, foi atribuído ao produtor português pelo trabalho “Aotearoa – We Are All Made of Stars”. Trata-se de um filme rodado na Nova Zelândia que aborda a atual problemática ambiental na perspetiva das crenças do povo maori.

O povo maori acredita que as “glowworms” são os espíritos dos seus antepassados que protegem os elementos essenciais à vida. Respeitando esse pensamento, Paulo Ferreira retratou o facto no seu documentário curto. Para isso recorreu à técnica de timelapse, para registar o movimento subtil das “glowworms” no interior de cavernas da Nova Zelândia. Pretende assim consciencializar as pessoas para a atual problemática ambiental. Afinal de contas, esta é a nossa única casa.

O documentário, com cerca de 10 minutos e 30 segundos, foi apresentado pela primeira vez na Casa de Montezelo, em Fânzeres, Gondomar, numa cerimónia aberta a convidados especiais e patrocinadores. Este filme ainda não é do conhecimento público, mas já começa a “dar nas vistas” a nível internacional.

Aotearoa – Universal Movies Itália

Aotearoa – We Are All Made Of Stars (um documentário curto cujo objectivo é consciencializar as pessoas para a atual problemática ambiental), é finalista no Oniros Film Awards e isso foi notícia na Universal Movies em Itália! O “poster” do filme pode ser encontrado numa das categorias ás quais o festival atribui um prestigiado troféu.

Desde já um agradecimento publico a todos aqueles que de certa forma estiveram envolvidos neste trabalho, nomeadamente a Cristina Alves (Screenplay / Voice Over), Marco Ribeiro (Making Of), Paulo Silva (Advisor / Consultant), Conrad Harvey (Voice Over), João Sousa (Mastering Engineer), Gil Garrido (Sound Technician), Laurence Alves (Linguistic Revision), bem como aos patrocinadores oficiais:
– Colorfoto, Opticalia Gondomar, Medicina Dentária – Clínica de Gondomar, Rosalar Electrodomésticos, Lado B – A Melhor Francesinha do Mundo, Dental Doctors, ITEN Solutions, Delete, PPSEC – Engenharia, PTlapse, Goldnature, Francisco Sousa Fine Jewelry.

– If you can dream it, you can do it!

Aotearoa – Listado no IMDb

Aotearoa – Listado no IMDb

O documentário curto “Aotearoa – We Are All Made Of Stars” está desde hoje listado na famosa plataforma mundial de filmes IMDb (Internet Movie Database). Depois de ter vencido na sua categoria, no TMFF – The Monthly Film Festival, este festival possibilitou a entrada direta no IMDb.

O filme com cerca de 11 minutos de duração, totalmente gravado na Nova Zelândia, tenta chamar a atenção para a atual problemática ambiental, mostrando paisagens naturais, quer diurnas, quer noturnas.

Paulo Ferreira, o seu realizador, tem procurado usar o lado belo das suas imagens, para consciencializar as pessoas para um problema que todos nós devemos ter em conta, as alterações climáticas. Alterações essas que afetam a casa de todos nós, a Terra. O filme ainda não é publico.

O IMDb é uma base de dados online de informação sobre música, cinema, filmes, programas e comerciais para televisão e jogos de computador, propriedade da Amazon. Mais informação, disponível em: Internet Movie Database

 

Aotearoa – seleção oficial no The Monthly Film Festival

Seleção Oficial no The Monthly Film Festival

O documentário curto “Aotearoa – We Are All Made Of Stars”, que ainda não é do conhecimento público, está a ser submetido a alguns festivais internacionais de cinema e televisão. Hoje foi selecionado para o festival internacional “The Monthly Film Festival” (TMFF). Este festival atribui variados prémios monetários e troféus aos filmes vencedores, nas mais diversas categorias. Para além da possibilidade do filme ser premiado, existe a hipótese do mesmo ser eleito “O melhor filme para a audiência”. Para este efeito é necessário votar online. Basta aceder à seguinte hiperligação para Votar no filme Aotearoa

Para quem ainda não teve oportunidade de ver o filme, trata-se de um documentário curto que aborda as atuais questões relacionadas com a problemática ambiental. Paulo Ferreira realizou este filme pouco depois de ter estado na Nova Zelândia, numa aventura que o levou a percorrer as duas ilhas em cerca de 15 dias.

Poderá ver aqui o Making Of – Aotearoa

“Aotearoa” seleccionado pelo Oniros – Film Awards

“Aotearoa – We Are All Made of Stars” integra a seleção oficial de finalistas do Oniros – Film Awards, uma competição italiana, com diferentes categorias e géneros, que integra o popular IMDB (Internet Movie Data Base). Trata-se da primeira seleção em concurso para o documentário “Aotearoa”. O festival Oniros apura os melhores todos os meses, incluindo os trabalhos selecionados na competição anual. A cerimónia de entrega de prémios decorrerá em agosto deste ano.

“Aotearoa – We Are All Made of Stars” é o mais recente trabalho de Paulo Ferreira. O filme foi rodado na Nova Zelândia e aborda a atual problemática ambiental na perspetiva do povo maori, tendo por base a sua relação com a Natureza. O povo maori acredita que as “glowworms” são os espíritos dos seus antepassados. Respeitando esse pensamento, Paulo Ferreira retratou esse facto no seu documentário curto.

O documentário, com cerca de 10 minutos, foi apresentado pela primeira vez na Casa de Montezelo, em Fânzeres, Gondomar, numa cerimónia aberta a convidados especiais e patrocinadores. Este filme ainda não é do conhecimento público.

Superlua de 2019: “Um momento único”

Na primeira superlua de 2019, Paulo Ferreira registou o fenómeno no Monte Crasto, em Gondomar: foi durante um eclipse lunar total, ao longo de cinco horas, com a sombra da Terra a criar a ilusão de uma Lua maior e vermelha.

O fenómeno iniciou-se, numa fase parcial, pouco depois das 3.30 horas (hora de Lisboa), quando a Lua começou a esconder-se na sombra que a Terra projeta no espaço, e terminou às 7.50 horas, quando a Lua ficou totalmente destapada.

O fenómeno astronómico a que se assistiu na última madrugada teve a particularidade de ser um eclipse total de uma superlua, proporcionando, a quem observou, a ideia de que a Lua estava maior.

“Existem momentos únicos na vida. Este é um deles”, afirma Paulo Ferreira. “Até porque não é todas as noites que se pode assistir a um fenómeno tão intrigante e mágico, quanto um eclipse”.

O próximo eclipse total da Lua acontecerá em maio de 2021 e não será visível em Portugal.

A fotografia que Paulo Ferreira fixou ontem “é o resultado de uma composição de 12 registos ao eclipse que aconteceu” na técnica de timelapse, explica. “Quase todas elas com um intervalo de cerca de 15 minutos”. Veja a notícia em: A Última Fronteira

Youtube – Subscreva o canal do Paulo Ferreira

Canal de youtube do Paulo Ferreira

Paulo Ferreira tem a partir de hoje um canal no youtube, onde pretende dar a conhecer alguns dos seus filmes, que tem realizado ao longo dos últimos anos, ao redor do mundo. Uma ferramenta que lhe permite, a si, seguir as suas publicações de vídeo e timelapse, caso subscreva o seu canal. Uma excelente oportunidade para visualizar por si e tomar consciência dos poucos espaços naturais que ainda restam no nosso planeta. O canal pode ser subscrito aqui: PauloFerreiraPt

2015/2018 – Resumo das publicações sobre Paulo Ferreira

Jornal Vivacidade – “Aotearoa” estreou na Casa de Montezelo
JN – Fuga pelos recantos do Mundo valeu-lhe os palcos de Hollywood
Publico – Fugas – Viajar em timelapse já lhe valeu dois óscares
DN – Produtor português vence pela segunda vez “Óscar” do documentário independente
Sábado – Paulo Ferreira vence pela segunda vez “Óscar” do documentário independente
Sapo24 – Paulo Ferreira vence pela segunda vez “Óscar” do documentário independente
Noticias Ao Minuto – Português vence pela segunda vez ‘Óscar’ do documentário independente
Sapo – Produtor português vence pela segunda vez “Óscar” do documentário independente
TVI24 – Produtor português vence “Óscar” do documentário pela segunda vez
Jornal Vivacidade – Paulo Ferreira vai filmar novo documentário na Nova Zelândia
CMGondomar – Voto de louvor a Paulo Ferreira e Ricardinho
CMGondomar – Hollywood volta a premiar Paulo Ferreira
ionline – A arte do time-lapse, ou uma forma diferente de olhar o mundo
ojogo – Produtor português vence pela segunda vez “Óscar” do documentário independente
IPF – À Conversa com … Paulo Ferreira
FNAC – Encontro com Paulo Ferreira | Fotografia timelapse
TimeOut – Foi premiado em Hollywood e vai contar tudo na FNAC
Publico – Livro e documentário sobre a Patagónia lançados em Gondomar
SapoViagens – O Gerês como nunca o viu num vídeo ‘timelapse’
RTP – Fotógrafo de Gondomar distinguido no festival internacional de documentários
Porto. – Filme sobre Porto de cor e luz na seleção oficial do festival Finisterra 2017
webook – Video do Porto em Timelapse ganha prémio internacional
Lusa – Produtor de Gondomar recebe em Los Angeles “Óscar” do documentário independente
Sapo24 – Português vencedor de “Óscares” do documentário lança livro sexta-feira em Gondomar
Porto Canal – Produtor de Gondomar recebe em Los Angeles “Óscar” do documentário independente
CMJornal – Produtor de Gondomar recebe em Los Angeles “Óscar” do documentário independente
Ideias de rua – Paulo Ferreira -Photography – Portugal
Jornal Vivacidade – Paulo Ferreira: “Não me considero o melhor do mundo, mas sei que estou entre os melhores”
Santo Tirso TV – Fotógrafo português premiado em Hollywood na FNAC
Forum.pt – Fotógrafo premiado em Hollywood à conversa na FNAC Chiado
tvi24 – Produtor português recebe “Óscar” dos documentários
infoporto – “Nordlys” de Paulo Ferreira
archdaily – Vídeo: Timelapse O’Porto / Paulo Ferreira
Publico – P3 – O Porto em “timelapse” ainda é mais emocionante

Documentário Parque das Serras do Porto

Paulo Ferreira – Stage One Dolly

Paulo Ferreira está a desenvolver um trabalho de campo com o objetivo de produzir um documentário curto sobre o Parque das Serras do Porto. O filme, com cerca de 20 minutos, deverá estar concluído no final de maio de 2019.

Dando a conhecer um desses momentos aqui fica o registo, através de uma fotografia onde é possível ver o “Stage One”, uma dolly para timelapse que Paulo Ferreira tem utilizado com alguma regularidade.

À Conversa com Paulo Ferreira – Melres

Dia 12 de Janeiro 2019, sábado, pelas 21 horas, no Auditório Clotilde Mota da Banda Musical de Melres. Uma oportunidade para ver o filme Aotearoa – We Are All Made Of Stars.

Para além deste filme, serão visionados mais três (Picos de Europa, Nordlys, Patagónia – A Ponta Do Mundo), todos eles uma tentativa de suscitar a consciência de que é preciso mudar o nosso comportamento no que respeita à preservação do ambiente.

Paulo Ferreira estará também em conversa aberta para explicar a técnica utilizada no filme e responder a questões e curiosidades do público.

A entrada é livre e o público poderá ouvir algumas histórias e peripécias que aconteceram durante a aventura na Nova Zelândia.